Infestação do mosquito Aedes Aegypti preocupa em Campos Borges

Depósitos Irregulares de lixo favorecem a proliferação de doenças

A Vigilância Sanitária do município de Campos Borges vem verificando nos últimos dias um aumento significativo no número de mosquitos Aedes Aegypti encontrados em vários pontos do município. O fato preocupa pois basta um mosquito picar alguém infectado para que uma epidemia seja desencadeada. Tal mosquito é responsável por transmitir diversas doenças, bem como a dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela. A chuva e o calor também são fatores preocupantes pois favorecem a proliferação destes mosquitos.

Paulo Biasi, representante da vigilância sanitária no município, pede a comunidade consciência na prevenção do mosquito, pois se cada um fizer a sua parte e mantiver seus pátios e terrenos limpos e livres de água parada a proliferação do mosquito pode ser contida. Um dos grandes problemas enfrentados também é o depósito de lixo em locais inadequados, pois favorecem o acumulo de água e a proliferação. Desta forma, a administração também faz seu apelo, de que a comunidade deposite o lixo apenas em locais indicados para o recolhimento, evitando, especialmente ao sair dos balneários do município o depósito de lixo em locais onde não há recolhimento.

Um dos locais de maior preocupação é na saída da comunidade do Mundo Novo em frente ao cemitério, onde apesar de a placa disposta lá indicar que não é permitido depositar lixo no local, ainda acontece o descarte do lixo, em especial nos finais de semana. A prefeitura realizou nesta semana mais uma vez a limpeza, mas pede aos usuários que deposite os mesmos apenas em lixeiras próprias, que estão sinalizadas para este fim, pois o recolhimento é feito apenas junto a estas.